• Zelmute Marten

Somos amigos da água, sol y viento

“Somos amigos da água, sol y viento. O conhecimento é vital para a soberania do país”, destacando estes pressupostos, o engenheiro Gonzalo Casaravilla, presidente da UTE do Uruguay entre 13.5.2010 à 20.3.2020, realizou, nesta sexta-feira, 17.4.2020, a primeira palestra internacional do Sustentar-Microgerar. Graduado em engenharia pela Universidad de La República, Casaravilla salienta a descentralização, descarbonização e a digitalização, num ambiente global de necessidade de mas derechos, como aspectos fundamentais da transição energética. “La energia elétrica como derecho básico para el desarrollo social y productivo”, defende.

Apresentando elementos de história, contexto local e regional, planejamento, execução, gestão, foram apresentadas as iniciativas que consolidaram “el cambio de la matriz de generación”. Atualmente o Uruguay possui 98% de sua matriz elétrica composta de fontes renováveis: 55.6% hidráulica, 33.6% eólica, 6% biomassa, 2.8% solar e 2% térmica, com uma geração total em 2019 de 14 GW, sendo 11 GW para o atendimento da demanda interna e 3 GW para exportação. Entre 2013 e 2017, a evolução da potência instalada de geração de energia eólica cresceu 73%, em quatro anos de trabalho foram gerados 1500 MW em Parques Eólicos construídos pelas Vestas 34% - 531 MW, GAMESA 25% 390 MW, NORDEX 20% 309 MW, ENERCON 11% 168 MW e SUZLON 4% 65MW. No segmento fotovoltaico, entre usinas e sistemas de microgeração, são totalizados 250 MW de geração.

A entrevista remota realizada pelo aplicativo de videoconferências "Zoom", foi conduzida pelo Presidente do Instituto Ideal, Mauro Passos, o jornalista Zelmute Marten e organizada pelos engenheiros Vinícius Cleff e Everton de Almeida da Universidade Tecnológica do Uruguay - UTEC. A palestra gravada no Zoom será transmitida para o YouTube e compartilhada para os envolvidos na organização e realização do Sustentar-Microgerar: universidades, empresas, bancos, governos, parlamentos e entidades da sociedade civil do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. A primeira palestra virtual do evento, postergado na sua versão presencial em face à pandemia da COVID19, foi realizada pela vice-presidente de geração distribuída do Conselho da Associação Brasileira de Energia Solar - ABSOLAR, Bárbara Rubin, que abordou o atual contexto do processo de revisão da Resolução n° 482 da ANEEL. A próxima palestra deverá ser proferida pela Ph.D. Marta Victoria, residente em Copenhagen, na Dinamarca, nascida na Espanha, que vai abordar a transição entre geração centralizada e geração descentralizada na Europa.

O Uruguay tem uma área de 176.215 km², com uma população de 3.390.077 mi de habitantes. O país conta com o Parque Eólico ARTILLEROS, nas proximidades de Colônia do Sacramento, gerando 65 MW, construído através de uma parceria entre UTE e Eletrobras. Recursos, redes, regras, relacionamentos e racionalidade estão entre os pensamentos nacionais, que apostam na integração: Hoy hay infraestructuras disponibles que permitirián generar riquezas para los pueblos.

O exemplo em tela demonstra a importância da decisão estatal. O papel estratégico das funções públicas do Estado, para consecução de uma coalisão nacional. A elaboração da Política Energética 2030, definida pelo poder executivo, estabeleceu um acordo multipartidário e integrou um trabalho em equipe para o setor elétrico, associado à iniciativa privada para execução desta política. Este marco assegurou capacidade para garantir segurança jurídica e promover mudanças substanciais, “optimización con el objetivo de minimizar el costo y garantizar el abastecimento en forma soberana”.

116 visualizações0 comentário