• Zelmute Marten

Sem sol, desencanto e desesperança

O óleo negro não polui apenas as águas de todo Litoral nordestino. No atual momento, as inciativas do Ministério da Economia do Brasil indicam o anti-desenvolvimentismo para a utilização da luz do sol para produzir energia, gerando desencanto e desesperança.

Na Alemanha, o Programa Energiewende apontou para uma política de planejamento de longo prazo para substituir, progressivamente, a energia de origem nuclear e à carvão, resultando hoje na instalação de uma expressiva capacidade instalada de energias renováveis, sobretudo de sistemas de geração eólicos e fotovoltaicos. A Alemanha pretende aumentar a participação, das energias renováveis no consumo final de energia bruto para 60% até 2050.


Em contraposição a esta tendência global, as notas técnicas do Ministério da Economia brasileiro no âmbito de Análise de Impacto Regulatório (AIR), apresentadas no contexto da revisão da Resolução Aneel nº 482/2012, impõem um cenário de prejuízos na ordem de R$ 34 bilhões entre 2020 e 2035, mantidos os atuais subsídios, que têm permitido o crescimento substancial da geração de energias renováveis através de sistemas de mini e microgeração distribuída, especialmente da fonte fotovoltaica.


Nossas propostas vão ao encontro das tendências mundiais e do planejamento do World Energy Council, que propõe a gradual ampliação da participação das fontes renováveis na matriz energética do planeta, colaborando com o processo de descarbonização indicado como necessário nas metas do Acordo de Paris, estimulando a continuidade do crescimento dos negócios deste setor. Além disso, criando condições objetivas para que jovens estudantes de Institutos Federais de Educação e Universidades públicas e privadas possuam condições para criar novas patentes, produzir inovação para fabricação em território nacional de novos componentes, que visem a criação de novos clusters, gerando desenvolvimento, emprego, renda, alterando o atual contexto de desencanto e desesperança por um novo ciclo virtuoso que contribua com a economia nacional.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo